O artesanato é uma atividade econômica, social e cultural de grande importância para o estado, pois fomenta a economia através da geração de emprego e renda. Estima-se que em Minas Gerais tenha cerca de 300 mil artesãos e que toda a cadeia produtiva movimenta mais de R$ 2 bilhões por ano.

Com objetivo de fortalecer e valorizar a atividade em Minas Gerais, a Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (SEEDIF) dispõe do Núcleo de Artesanato, que atua como indutor para o desenvolvimento do setor. Compete ao Núcleo posicionar o artesanato mineiro nos cenários nacionais e internacionais, fomentar as atividades de produção, capacitação e comercialização e fortalecer o setor artesanal no estado com vistas à geração de emprego e renda.

Sob responsabilidade do Núcleo de Artesanato está o cadastramento dos artesãos e trabalhadores manuais no SICAB - Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro, que garante a Carteira Nacional do Artesão e do Trabalhador Manual, documento instituído nacionalmente pela Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa e que identifica e valoriza o artesão, fortalece sua identidade e facilita o seu acesso a eventos.