Centenas de artesãos de Montes Claros, Bocaiúva e de outras cidades da região Norte de Minas Gerais foram agraciados nessa segunda-feira (12) com a Carteira Nacional do Artesão. O documento, entregue para 190 artesãos pelo Governo de Minas Gerais, através da Secretaria Estadual Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), regulamenta a atividade artesanal e possibilita que o trabalhador tenha acesso a aulas de capacitação, feiras e eventos ligados ao artesanato.

Os artesãos das cidades mineiras foram cadastrados pelo Governo Estadual através dos mutirões realizados pelo Núcleo de Artesanato da Seedif, que também organiza as rodas de conversas do Projeto Mais Artesanato, a primeira política pública do estado voltada ao setor.

Pedro Leão, subsecretário da Seedif, destacou a importância do título para os artesãos. “Estamos profissionalizando e criando mais oportunidades para os trabalhadores manuais, pois sabemos que é uma área, além do aspecto histórico e cultural, que gera emprego, renda e turismo”, argumenta.

Por meio da Seedif, o Governo de Minas intensificou o cadastro dos artesãos em todo o estado através dos Fóruns Regionais e mutirões de cadastramento. Em 2017 foram mais de dois mil artesãos cadastrados, número 75% maior do que no ano anterior. Em 2018 o Governo continuará intensificando os cadastros.

Bocaiúva

O evento em Bocaiúva teve parceria com a Prefeitura Municipal e a Associação Bocaiuvense de Artesãos (ABA), que sediou a Roda de Conversa. Representantes do Governo de Minas entregaram 20 carteiras na cidade e ouviram as demandas dos artesãos.

Montes Claros

A Roda de Conversa do Projeto Mais Artesanato e a entrega de 50 carteiras em Montes Claros aconteceram no Centro Cultural Hermes de Paula, em parceria com a Prefeitura Municipal da cidade. Os artesãos do município também receberam orientações e discutiram as próximas ações na região.

Por Ascom Seedif