CAP 3206 1

O Dia Nacional do Artesão, celebrado neste dia 19 de março, contou com uma comemoração especial para dona Cecília Matias do Carmo Ferreira. A artesã, de 80 anos, nascida e criada em Ouro Preto e conhecida pelo seu trabalho manual de ponto de arraiolo, recebeu das mãos do governador Fernando Pimentel a sua Carteira Nacional do Artesão. A visita do governador ao ateliê de Dona Cecília nesta segunda-feira reforça a política de valorização do artesanato em Minas Gerais desenvolvida em sua gestão.

O documento regulamenta a atividade artesanal e possibilita que o trabalhador tenha acesso a aulas de capacitação, feiras e eventos ligados ao artesanato. Ele ainda permite a compra de matérias-primas e insumos para a produção com descontos em estabelecimentos conveniados. A Carteira Nacional do Artesão foi criada em 2012 pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

“Esse programa fui eu quem criei quando eu era ministro da Indústria e Comércio Exterior, durante o governo da presidenta Dilma. Não tínhamos nenhum projeto de apoio ao artesanato. Nós criamos e instituímos esse documento, em 2012, e de lá para cá no Brasil inteiro o artesão tem direito à carteira. Além de ter uma identidade como artesão, profissionalizado o trabalho, ela concede direito a crédito nos bancos oficiais, além de descontos para o artesão em diversos estabelecimentos”, explicou o governador.

Durante a visita, Fernando Pimentel destacou o trabalho desenvolvido pelo seu governo para impulsionar o crescimento deste setor nos mercados interno e externo, além de ser um divulgador da arte popular. A partir do lançamento do programa + Artesanato, em 2017, o artesanato passa a ser trabalhado como mais um importante setor de desenvolvimento econômico de Minas Gerais. O programa, além de agregar as diversas iniciativas adotadas pelo governo, permitiu a abertura do diálogo com a categoria em várias cidades, inclusive em Ouro Preto.

O cadastramento dos artesãos mineiros é uma das importantes ações desenvolvidas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif). Somente durante a gestão do governador Fernando Pimentel, houve crescimento de 170% do número de artesãos mineiros cadastrados pelo Núcleo de Artesanato da Seedif, comparado ao período de 2008 a 2014.

Em março de 2017, durante a I Semana do Artesão Mineiro, foram criados mutirões de cadastramento para acelerar a emissão da Carteira Nacional do Artesão. No ano passado, foram realizados 31 eventos de interiorização do documento, incluindo o trabalho durante os Fóruns Regionais de Governo. Além disso, houve solenidades de entrega da carteira em Juiz de Fora, Montes Claros, Muzambinho, Araguari, Bom Despacho, Diamantina, Congonhas e Bocaiúva.

Essa ação tem como objetivo a valorização do artesão, a profissionalização do ofício, a criação de mais oportunidades para os trabalhadores manuais, geração de emprego e renda e o mapeamento do ofício no Estado, permitindo identificar as vocações regionais para a elaboração de políticas públicas para o setor.

Valorização

Com 56 anos de experiência na produção de tapetes, colchas e demais produtos artesanais com os chamados pontos de arraiolo, dona Cecília se tornou referência em Ouro Preto nessa técnica secular, característica da vila de Arraiolos, no Alentejo, em Portugal. A artesã vende seu produto nas feiras e lojas de Ouro Preto, além de participar de exposições em outras cidades.

Dona Cecília já teve seu trabalho vendido para turistas de diversas regiões do país e até fora dele. “Fiquei muito feliz com a visita do governador aqui, foi uma honra. Essa carteira significa muito para a gente, que somos pessoas trabalhadoras. Agora todo mundo pode ver que o nosso serviço é garantido, que sou eu mesma quem faço. É tudo feito à mão. Isso dá muito mais valor ao nosso trabalho. Tem trabalho que dura oito, nove meses para terminar. É feito ponto por ponto”, contou.

O secretário de Estado de Cultura, Ângelo Oswaldo, e o prefeito de Ouro Preto, Júlio Pimenta, também acompanharam o governado na visita.