Arte, música e representatividade. A 19ª Feira de Artesanato do Vale do Jequitinhonha teve início nesta segunda-feira (7) na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, como expoente cultural da região. São aguardadas mais de 15 mil pessoas até o final do evento, no dia 12 de maio.

A edição deste ano tem o apoio do Governo do Estado de Minas Gerais através da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene), com realização da UFMG, por meio da Diretoria de Ação Cultural.

Pelos corredores da Praça de Serviço do Campus Pampulha, da UFMG, é possível se deparar com as mais diversas tendências do artesanato, como cestos, bordados, tecelagens, esculturas, pinturas e cerâmicas, que é o artesanato apresentado pelo artesão Armando Ribeiro, da cidade de Padre Paraíso.

Expositor desde 2010, Armando reconhece a importância de divulgar a região. “É um orgulho representar a arte em cerâmica, o Vale do Jequitinhonha em um espaço rico de pessoas e de conhecimento. O artesanato também é um conhecimento”, afirma o artesão, que leva a realidade do local para as suas peças. “O imaginário do Vale passa pela memória afetiva que reverbera a infância e é traduzido no meu trabalho”, finaliza Armando, que também expõe os seus produtos nas redes sociais.

Além do artesanato, a Feira conta com apresentações musicais de artistas da região, além de ser uma oportunidade de fonte de renda para os artesãos. “O artesanato é hoje uma forma de geração de emprego e de renda para diversas famílias mineiras. O Governo do Estado está trabalhando neste aspecto, no desenvolvimento regional, na capacitação do artesão, diminuindo a distância entre consumidor e artista e o levando para as feiras”, afirma Pedro Leão, subsecretário da Seedif.

Mestras Artesãs

Na edição de 2018 duas mestras artesãs foram homenageadas pela vida em trabalho dedicado a arte. Foram elas, Maria das Dores Santos, mestra artesã em tecelagem, da cidade de Berilo e Maria Terezinha Alves, mestra artesã em Capim Dourado, da cidade de Presidente Kubitschek. “Estou muito feliz por estar aqui sendo reconhecida pelo meu trabalho. Essa é uma forma de se sentir valorizada e de mostrar a riqueza do nosso povo”, diz Maria Terezinha, que faz parte do Quilombo Raiz.

19ª Feira de Artesanato do Vale do Jequitinhonha

Data: 07 a 12 de maio de 2018

Horário: 9h às 17h

Local: Praça de Serviços da UFMG – Campus Pampulha – Av. Antônio Carlos, 6627, Belo Horizonte