Os mineiros voltam a brilhar no 11º Salão do Artesanato de São Paulo, que será aberto nesta quarta-feira (7/11), às 11h, e se estende até domingo (11/11), no Expo Center Norte, na capital paulista. O evento é considerado uma das principais vitrines do artesanato brasileiro e reúne trabalhos de todas as regiões do país.

Estimulados pelo Governo do Estado, cerca de 200 artesãos mineiros -- de forma direta e indireta -- estão sendo beneficiados na feira com a comercialização das suas peças.

Para o artesanato de Minas Gerais foi cedida uma área de 250 m² pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) ao Núcleo de Artesanato da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif).

Também para facilitar essa participação foi celebrado convênio entre a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) e o Centro de Artesanato Mineiro (Ceart-MG), que visa ao fomento da comercialização do artesanato.

No espaço reservado a Minas Gerais estarão expostos produtos feitos com ferro, fios, tecidos, madeira, couro, fibras naturais, cerâmica e papéis. Eles retratam a identidade cultural e a diversidade do artesanato mineiro, reconhecido no Brasil e no exterior.

A produção dos trabalhos levados à capital paulista é dos municípios de Antonio Carlos, Arinos, Belo Horizonte, Berilo, Caraí, Chapada do Norte, Cristina, Divinópolis, Lagoa Dourada, Mariana, Nova Lima, Ouro Preto, Prados, Raposos, Santana do Araçuaí, Soledade de Minas, Taiobeiras, Três Corações, Turmalina, Uberaba e Varginha.

A operacionalização e a governança dessa área será feita pela Seedif e pelo Ceart-MG em parceria com o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene/Sedinor) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae-MG).

Segundo o coordenador do Núcleo de Artesanato, Thiago Tomaz, o Governo de Minas Gerais fomenta o setor por meio de realização e apoio na participação de feiras e também com a Carteira Nacional do Artesão e do Trabalho Manual. Atualmente são 6.766 artesãos cadastrados, dados de novembro de 2018, que, com a carteirinha, têm a comercialização do produto facilitada. 

Trajetória e expectativa

O Salão do Artesanato é realizado há 11 anos consecutivos e reúne o que existe de melhor na produção nacional. Com o apoio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), o evento conta com a participação de 25 estados e do Distrito Federal, o que garante significativa variedade de produtos.

A empresa Rome Eventos -- organizadora da feira -- estima um público de 60 mil visitantes e mais de 1.000 artesãos expondo produtos de alta qualidade com valor cultural agregado, entre objetos de decoração, utilitários, móveis, roupas, joias, bijuterias e acessórios.

Durante o evento haverá oficinas, shows com artistas regionais, danças tradicionais e folclóricas, bem como pratos da culinária típica de todas as partes do Brasil.


Serviço:

11º Salão do Artesanato São Paulo 2018
Data:
 7 a 11 de novembro
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – São Paulo (SP)
Horário: 11h às 22h
Entrada: 11h às 14h - entrada franca. Após 14h, haverá ingressos à venda por R$20, a inteira, e R$10, a meia entrada.
Site:http://www.salaodoartesanato.com.br/

Por Agência Minas